27 de maio de 2017

JÁ SOU REINCIDENTE


Logo após a publicação do "Portugal por/by Urban Sketchers", eis que surge mais um atentado às nossas florestas. Desta feita, é o "Porto por/by Urban Sketchers", publicado pela Ponto M, numa requintada edição de capa dura e esmerado cuidado gráfico. (Tenho este 'post' atrasado, pois o lançamento já foi há mais de um mês, no dia 8 de Abril.) A capa, com um lindo elástico lateral preto "à la Moleskine", é assim:





Eu poluo o volume com quatro contributos de sotaque à Porto:



Nestas duas páginas aqui em cima, está à esquerda o meu desenho do Largo Mompilher (que publiquei aqui) e à direita um outro – um dos meus primeiros ensaios de urban sketching – do Largo do Terreiro, na Ribeira (aqui). A seguir, o livro abre-se na minha aguarela bem garrida da Serra do Pilar, de um lado (ver aqui), e na do Passeio de São Lázaro, do outro (aqui):



Apesar disto, garanto que o livro merece ser visto e folheado lentamente. É um belo tributo conjunto a uma bela cidade.

7 de maio de 2017

CORES E DOLORES


Com as cores de Cuba, o cigarro na mão, as argolas, as tatuagens, o olhar desafiador e toda a juventude do mundo. É a Dolores – outra modelo Sktchy. Agora estou nesta onda.