2 de fevereiro de 2018

SUCULENTA DALTÓNICA


Tratos de polé, é o que eu dei a este pobre vaso de suculentas que tenho cá em casa. Pareceram-me tão viçosas e bonitas ao sol de inverno que me aventurei a desenhá-las. Logo à partida dei um bom pontapé na perspectiva do cache-pot. E depois, céus, a aguarela. Mal sabia eu que ia ser tamanho desafio: que cor era aquela das folhas carnudas, afinal? Verde não, mas esverdeado, ténue e tímido, talvez. Azul também não, mas em certas partes, até sim. E as flores e os caules? Carmim? Lilás? Ou violeta? Já nem vou falar nas sombras... Enfim, eis a bela salada que ali preparei:


Para fazer justiça à planta maltratada, mostro-a aqui na sua versão intacta:


Nota paralela: hoje*, no pino do inverno, estiveram 18ºC. E este fim-de-semana, em Leça, 20º! Talvez tenhamos que nos transformar em suculentas para aguentar a médio prazo as temperaturas deste planeta em aquecimento...

* - Escrito terça-feira, dia 30 de Janeiro.

3 comentários:

  1. Não está nada maltratada a plantinha, ora essa, gosto muito, e o vaso ficou lindo !! Estás sempre a criticar o que fazes, não devias ser assim, miu. As tuas aguarelas são lindas :-)
    Um xi-coração

    ResponderEliminar
  2. Querida Miú, que desenho mais bonito! Fui também espreitar outras aguarelas que tinha perdido... Tu de facto tens um imenso talento!
    Ps. Sim,temos de nos encontrar. Bjinho grande.

    ResponderEliminar
  3. Que vida esta, que nem dá tempo para andar a ver estas coisas maravilhosas! Sempre um gosto, vir aqui!

    ResponderEliminar