16 de janeiro de 2017

UM INTENSO DESEJO


O título de hoje é a tradução de "craving", o nome do desafio "A Drawing a Day" de 15 de Janeiro. Nunca tinha feito uma aguarela assim, de doçaria e gulodices. Mas gostei de trabalhar no plano do pormenor, habituada que tenho andado ao desenho urbano em grande escala:


Que versão mais cândida do desejo haverá que a estomacal? Mas, como é sabido, o desejo esfuma-se quando consumado. Daí que me esforce por manter estas bombas calóricas no plano do apetite – e não da saciedade. Há que manter a chama acesa. 😁

6 comentários:

  1. Olá Miú. O desenho está lindo e cheio de pormenores. Mas, a desenhar estas gulodices, não lhe dá a fome enquanto desenha? :-) Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Joana! Este post é feito de encomenda para ti, exímia cozinheira e doceira!
      Se me dá fome? Morro!... Mas aguento. De sacrifício e temperança é feita a vida de tantos, eheheh! (com uma ou outra capitulação).
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Oh Miu, estes doces são politicamente incorretos ;)
    Ainda vem aí a brigada das dietas ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, é melhor nem falar disso, Luísa! Eles são fundamentalistas até ao tutano, capazes de nos pôr com complexo de culpa até ao dia do juízo final... :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigada pelo aviso, mas uso Kompensan. :)

      Eliminar