14 de outubro de 2015

UM CARRO QUALQUER


Num dos meus passeios a pé até ao centro (em Braga não se diz "baixa"), parei num dos bancos da Avenida Central. À minha frente estavam carros estacionados em espinha e, por trás deles, as fachadas dos palacetes que por ali abundam. Nunca tinha desenhado um carro, ou melhor, nunca em primeiro plano, com honras de protagonismo, embora já os tivesse usado várias vezes como adereços nos meus desenhos urbanos. Mas andava com o bichinho da curiosidade a roer-me desde que um colega "sketcher" me disse que só se vê se as pessoas sabem de facto desenhar quando lhes pedimos um desenho de um automóvel. Pois bem, pensei, vamos a isto! Com o meu bloco na mão e uma caneta nova - uma Pigma Micron 0.1, que adorei - tratei de registar o primeiro carro a jeito, que estava mesmo à minha frente. E ficou assim:


Em casa tentei as cores, e foi então que fiz uma descoberta: muito mais difícil do que desenhar carros é pintá-los. A razão é simples: eles reflectem não só a luz mas as cores em seu redor. As sombras e os tons de base saem por isso diferentes, não sendo os normais de um objecto mate. Por outro lado, como têm linhas sinuosas e arredondadas, os carros distorcem os reflexos que adquirem. Enfim, só dificuldades! Mas aqui deixo o resultado...





22 comentários:

  1. Miú, está magnifico! o desenho do carro, a coloração do carro, enfim, excelente trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Paulo, pelo incentivo (de sempre)!

      Eliminar
  2. Miú, não é de todo um carro qualquer!! É "o" carro desenhado e pintado por ti! Absolutamente magnifico... Vou já "ali" mostrar ao cônjuge!

    E pensar que eu podia ter passado por ali:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois podias, Manela... Um dia, vais aparecer num dos meus desenhos - loura, formosa e segura - pela verdura ou pelo passeio! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Ficaram excelentes, tanto o carro como os reflexos e o enquadramento. Bem melhor que os meus, que parece sempre que andaram a capotar :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, é, Paulo, já comprei! :) Os teus, a capotar? Tudo o que desenhas pintas sai perfeito.

      Eliminar
  4. Desafio superado. Ficaram mesmo bem os reflexos no capot. E gosto do tronco da árvore com todas as texturas.

    ResponderEliminar
  5. O "cônjuge" gostou imenso:)
    Vê um email que enviei.

    ResponderEliminar
  6. Ficou muito bonito! O seu traço é incrível, você é muito talentosa. Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Camila, e seja bem-vinda!

      Eliminar
  7. Que giro. Também foi um momento nostálgico para mim.
    Não tenho nenhum talento para o desenho. Mas até os 14 anos desenhava bastante. Desenhos assim como o seu, esboços de tudo e mais alguma coisa, que chamasse a minha atenção. Foram todos para o lixo pelas mãos da minha bondosa mãe, que os chamava de lixo. Por isso não guardo nenhuma recordação sem ser na memória.

    A pintura está optima, deu outra vida ao desenho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram para o lixo? Como pode ser? A sua mãe não pode ter reparado bem!
      Mas estamos sempre a tempo de recomeçar, como aliás se nota no meu regresso. :)
      Um abraço e muito obrigada

      Eliminar
  8. Tu resultado ha sido un éxito! Me gusta mucho y aunque desentona con su entorno, le da al dibujo una belleza exquisita. Miú te ha quedado muy bien y me gusta mucho.
    Últimamente bajas pocos dibujos a tu blog o en Facebook. Estás bien?
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Joshemari: tenho andado "desaparecida em combate". Muitíssimo obrigada pela sua preocupação e amizade.
      Mas parece que estou de volta! Vamos a ver se, mesmo com um ritmo mais suave, consigo voltar a este passatempo que tanto prazer me dá.
      E ter leitores como o Joshemari, um artista de primeira água, é uma grande honra e alegria.
      Um forte abraço

      Eliminar
  9. Tivesse eu 1/75 do teu talento e teria uma vida mais feliz...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora viva, Rafeiro! Há quanto tempo!
      Olha, tivesse eu 1/75 da tua graça e ganhava a vida a rir... como "stand-up comedian". Ainda bem que continuas por aí a fazer-nos rir.

      Eliminar
  10. Adorei o seu blog ,também gosto de pintar por isso mesmo fiquei encantada e levei para um grupo de Braga e a sua gente Parabens

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Isabel, fico muito contente que tenha gostado deste blogue e que o tenha querido partilhar com pessoas de Braga!
      (Só agora me dei conta desta sua resposta, pois como a publicação é antiga não me apercebi.)

      Eliminar
  11. Levei só o nome do blog tenho pena não poder partilhar estas pinturas maravilhosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fez muito bem. Fico sensibilizada.
      Um abraço e apareça sempre!

      Eliminar