24 de abril de 2022

AZUIS ALENTEJANOS

 

Ao descer a Rua da Misericórdia, em Avis, vê-se do lado esquerdo uma capelinha, tão branca como todo o casario, debruada naquele azul forte tão típico do Alentejo. O mais curioso é este pequeno templo estar ligado a uma casinha, através de um lanço de escadas também azuis, que lhe fica perpendicular e que tem a curiosidade adicional de se situar sobre a rua. Sob a dita casinha, um arco permite a passagem para a Rua das Cisternas, num ângulo cego onde nós próprios, num outro momento da estadia, nos vimos gregos para fazer virar a carrinha sem riscos para nenhum dos lados. Mas o conjunto arquitetónico é tão bonito que essa memória mais tensa se desfaz. E mereceu um desenho:

Ao vivo, o sol era tão forte que o desenho teve mesmo de ser rápido:

1 comentário: