11 de fevereiro de 2015

ADEUS, MADRID!


O último desenho que fiz em Madrid durante a minha estadia de três meses correu-me tão bem que me apeteceu deixá-lo assim, sem tintas nem estragos...


É a Praça de Ramales, um pouco acima da zona do Palácio Real. O enfoque foi o belo edifício central, de quatro pisos e um mirante, com uma esplanada na base. Dos transeuntes que passavam, consegui fixar apenas um, que ali aparece apressadamente a cruzar a cena. Mas é claro que as cores falaram mais alto - e lá me pus a aguarelar. Desta vez comecei pelo céu, seguido dos ocres do edifício à direita:


Depois, as fachadas, de alto a baixo:


E os elementos na base do desenho - o pináculo, a marcar o centro da praça, e as árvores:


Por fim, o peão apressado e as sombras, bastante fortes, do sol do fim da manhã:


O resto do desenho deixei-o propositadamente em branco, como uma memória que já começa a evolar-se... Adeus, Madrid, fico-me por aqui!


Desta cidade guardarei sempre com gratidão o ressuscitar da vontade de desenhar que me provocou. Foi ali que recomecei a cultivar este gosto antigo - e fi-lo deambulando, de bloco na mão, pelas ruas da cidade, à caça de imagens que pudesse capturar...

Aqui encerro, pois, este capítulo madrileno. Mas mais desenhos virão!

14 comentários:

  1. Ficou muito bom! Acho que o teres deixado partes em branco e teres colocado pessoas, já revela mais à vontade na expressão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És capaz de ter razão, Suzana: aos poucos vou desentorpecendo... e ousando!

      Eliminar
  2. A colocação da pessoa a passar ficou mesmo bem, dando a dimensão ao edificio. O capítulo Madrid encerra muito bem com este desenho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Henrique, dimensiona e humaniza também. Obrigada!

      Eliminar
  3. Miú,
    Bem desenhado , bem pintado , muito bem escrito.
    Escolher as palavras que acompanham os desenhos é, para mim, quase tão importante como o resto do processo e do registo,
    e também isso a Miú faz muito bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigadíssima, Marcelo, pelas palavras tão gentis.
      Mas, devo confessar, são ossos do ofício, pois sou de Letras e é nas Letras que tenho trabalhado desde sempre...

      Eliminar
  4. Olá Miú ! Bom regresso a Portugal e nota-se nos seus desenhos que a estadia em Madrid foi muito especial! Fico a espera de mais desenho, lindos como todos os por aqui passaram. Este não foge à regra. Gostei do pormenor do peão apressado! Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que querida, Evelyne!
      Um grande beijinho para si.

      Eliminar