12 de maio de 2018

O TOURO E A ROSA


E aqui está o meu terceiro e último desenho do Encontro USkPN em Ponte de Lima. Estava eu a desenhar a Matriz, sentada no meu banquinho, quando um grupo de miúdos se acercou. Pergunta para aqui, pergunta para ali, depressa entabulámos conversa. Dali a pouco já se tinham transformado em peritos, a dar-me conselhos de toda a ordem sobre como fazer o desenho. Uma das crianças, uma menina adorável chamada Patrícia, pediu-me então que lhe fizesse o retrato. "O teu retrato?", perguntei eu. "Mas eu estou aqui é para desenhar a cidade, sabes?" E ela: "Então desenhe ali aquela estátua, que eu vou para cima dela" — e apontou para a "Vaca das Cordas", um dos elementos mais populares da simbologia da cidade. Como recusar? 

A pequenita, de 6 anos, aguentou firme durante os oito a dez minutos que o desenho durou, empunhando uma rosa, presente que estava reservado para o dia seguinte, o Dia da Mãe. Os outros miúdos iam dizendo: "A senhora está a desenhar-te o pé... e agora a perna... e agora as costas... Não te mexas! Agora está a desenhar-te a cara...":

Finda a sessão, e tendo tido a aprovação da retratada e da mãe, entretanto chamada ao seu café ali perto, não resisti a tirar uma fotografia com os meus companheiros artísticos. A modelo da rosa é a menina agachada junto a mim, sempre a sorrir:

14 comentários:

  1. A tradição da Vaca das Cordas em Ponte de Lima remonta à primeira metade do séc. XVII, tendo lugar na véspera do Corpo de Deus. O animal, que na verdade é um touro, é preso por duas cordas e conduzido por cerca de dezena e meia de pessoas, sendo levado até à Igreja Matriz e preso à janela de ferro da Torre dos Sinos, Aí é-lhe dado um banho de vinho tinto da região. Segue-se uma espécie de corrida de touros na rua, com populares a enfrentá-lo em pegas de caras amadoras.
    Saúdo o desenho, de uma curiosa tradição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ena, já conhecia a sua sabedoria em tudo o que diz respeito ao Porto, mas não sabia que o Carlos também era perito em Ponte de Lima! :)
      Muito obrigada pelos seus ensinamentos.

      Eliminar
  2. Linda história e lindo desenho, Miú! Como diz o poeta, "o melhor do mundo são as crianças"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoa tinha razão!
      Obrigada, Teresinha.

      Eliminar
  3. A sério?! Absolutamente encantador e maravilhoso.
    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  4. Oh, Miú. qué historia tan tierna y hermosa nos acabas de enseñar y relatar. Es preciosa, la historia, la niña y tu dibujo. Felicidades!
    Un beso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muchas gracias, estimado Joshemari!
      Me encanta que te encante! :)
      Besitos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Obrigada, querida aguarelista! :)
      Beijinhos para ti, Suzana

      Eliminar
  6. Quero comentar, mas nem sei o que dizer. Desde o desenho, ao contexto....enfim...simplesmente maravilhoso, Miú.
    Parabéns, mais uma vez.
    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um contexto engraçado, Joana. :)
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Miú, costumo ir a Ponte de Lima umas 3 a 4 vezes num ano e adoro passear-me por lá. Acho os três desenhos maravilhosos, mas este pela história envolvente e pela modelo toda contente por estar a ser retratada, é certamente o vencedor.
    P.s) A Miú tem um sorriso muito bonito.

    Beijinho, Joana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, só agora li este comentário tão simpático, Joana! Muito obrigada; fico feliz que tenha gostado deste desenho tanto como eu. :)

      Eliminar